domingo, 28 de junho de 2015

COMO SE PREVENIR PARA EVITAR E OU DIAGNOSTICAR PRECOCEMENTE DOENÇAS CARDIOVASCULARES?



Como se Prevenir para Evitar Doenças Cardiovasculares?

É possível reduzir o risco de doenças cardiovasculares através da adoção de um estilo de vida mais saudável:

  • Deixe de fumar.
  • Controle regularmente a sua pressão arterial, o seu nível de açúcar e gorduras no sangue.
  • Tenha uma alimentação mais saudável, privilegiando o consumo de legumes, vegetais, fruta e cereais.
  • Pratique exercício físico moderado com regularidade (Pelo menos 3 vezes por semana).
  • A partir de uma determinada idade (40 anos para as mulheres e 35 anos para os homens) é fundamental a realização de exames periódicos de saúde.
  • A prevenção deve começar mais cedo para os indivíduos com história familiar de doença cardiovascular precoce ou morte súbita.


Como Diagnosticar Precocemente as Doenças Cardiovasculares?

Mediante o quadro clínico apresentado pelo doente, as suas queixas, o seu histórico médico, bem como os fatores de risco a ele associados, o médico de família pedirá os exames médicos complementares/auxiliares, que lhe permitam fazer o diagnóstico e/ou enviar o doente para um especialista (cardiologista).

Contudo, há alguns sintomas que podem constituir sinais de alerta, principalmente em pessoas mais idosas:

  • Dificuldade em respirar - pode ser o indício de uma doença coronária e não apenas a consequência da má forma física, especialmente se surge quando se está em repouso ou se nos obriga a acordar durante a noite.
  • Angina de peito – quando, durante um esforço físico, se tem uma sensação de peso, aperto ou opressão por detrás do esterno, que por vezes se estende até ao pescoço, ao braço esquerdo ou ao dorso;
  • Alterações do ritmo cardíaco.
  • Infarto do miocárdio - é uma das situações de urgência/emergência médica cardíaca. O sintoma mais característico é a existência de dor prolongada no peito, surgindo muitas vezes em repouso. Por vezes, é acompanhada de ansiedade, sudação, falta de força e vómitos.
  • Insuficiência cardíaca - surge quando o coração é incapaz de, em repouso, bombear sangue em quantidade suficiente através das artérias para os órgãos, ou, em esforço,      não consegue aumentar a quantidade adicional necessária. Os sintomas mais comuns são a fadiga e uma grande debilidade, falta de ar em repouso, distensão do abdómen e pernas inchadas.

Quando e Quem Deve Fazer um Check-Up?

De maneira geral, homens acima dos 35 anos e mulheres acima dos 40 anos devem fazer um exame inicial que engloba:
  • Consulta
  • Eletrocardiograma de repouso
  • Dosagens de glicose e colesterol

Devem Fazer um Check-Up Mais Cedo as Pessoas que Têm os Seguintes Fatores de Risco para Doenças do Coração:

  • Fumo
  • Diabetes
  • Pressão alta
  • Herança genética (pais ou irmãos com doença do coração ou circulação)
  • Sedentarismo
  • Colesterol alto

Nesses casos, os exames devem começar mais cedo e ter um acompanhamento mais frequentes.

sábado, 20 de junho de 2015

SETEMBRO VERDE























É uma Campanha de Conscientização Sobre a Doação de Órgãos e Transplantes Idealizada pelo Doutor Lima! Uma  das Propostas: Ter-se um Mês Todo Dedicado a Causa da Doação de Órgãos!

Quanto mais a população se conscientizar da importância de se tornar um doador, menor será a angustiante fila de espera por órgãos.

É fundamental que consigamos incentivar a doação de órgãos e levar a informação correta à população sobre Transplantes de Órgãos e Tecidos. 

No dia 27 de setembro comemoramos o Dia Nacional de Doação de Órgãos e por iniciativa da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), já tivemos em São Paulo os “Monumentos verdes” para chamarem a atenção e sensibilizar a população paulistana para a necessidade da doação de órgãos e tecidos.


Todas as religiões têm em comum os princípios da solidariedade e do amor ao próximo que caracterizam o ato de doar. Todas as religiões deixam a critério dos seus seguidores a decisão de serem ou não doadores de órgãos.

O verde é a cor internacional de órgãos e no mês de setembro comemoramos a semana da doação de órgãos e o dia nacional da doação de órgãos. Daí a idéia de criar o mês da Doação de Órgãos! O Setembro Verde, à semelhança do “Outubro Rosa” e Novembro Azul”. 

Um mês todo dedicado à causa da doação de órgãos!

domingo, 14 de junho de 2015

DOUTOR LIMA



APRESENTAÇÃO

"Sou Médico, Cirurgião Cardiovascular do Instituto do Coração (InCor), Especialista em Transplante de Coração e Assistência Circulatória Mecânica, com Doutorado em Cirurgia Cardiovascular, Gestor de Saúde pelo Insper e Idealizador do Projeto Setembro Verde"!
Nascido em São Paulo (SP), filho de José de Lima Oliveira e Maria Fernanda Fiães de Oliveira.
Médico Formado em 1996 na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Residência de Cirurgia Geral no Hospital das Clínicas (HC) da FMUSP e Residência de Cirurgia Cardiovascular no InCor-HCFMUSP
Doutor em Cirurgia Cardiovascular pelo InCor-HCMUSP - Tese: Influência da Doença Aterosclerótica Arterial Coronária Crítica na Mortalidade Hospitalar de Pacientes Portadores de Estenose Aórtica Submetidos à Substituição Valvar.
Especialista em Cirurgia Cardiovascular / Transplante Cardíaco e Assistência Circulatória Mecânica (InCor-HCFMUSP) pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV).
Coordenador Eleito do Departamento de Transplante de Coração  e do Departamento de Remoção de Órgãos da ABTO.
Participou de mais de 350 Congressos. Apresentou mais de 250 Trabalhos em Congressos Nacionais, Internacionais e em Simpósios. Publicou mais de 500 Trabalhos Originais em Revistas e Jornais de Prestígio Nacional e Internacional.
Especialista em Gestão de Saúde, pelo Insper - São Paulo.
Cadastrado como Pesquisador na Fapesp e no CNPQ.
Participou de mais de 5000 Cirurgias.