quarta-feira, 25 de maio de 2016

SAIBA PORQUE O NUMERO DE INFARTOS AUMENTA NO INVERNO! PREVINA-SE!



É senso comum que há um significativo aumento das doenças respiratórias nos meses mas frios, mas as baixas temperaturas trazem outra preocupação, já que nesta época do ano é maior o risco de doenças cardiovasculares, com aumento do número infartos em  até 40% e de AVCs em até 30%.
O inverno requer cuidados redobrados com a saúde.
Há três fatores principais que aumentam a probabilidade de problemas no coração durante nesta época mais fria do ano.
O primeiro é uma alteração de natureza fisiológica. A queda de temperatura leva à vasoconstrição arterial, que é a diminuição do calibre dos vasos sanguíneos. Isso ocorre em situações em que necessário manter o corpo aquecido, principalmente quando há choque térmico. Trata-se de uma adequação do organismo que, como resposta à redução da temperatura corporal, passa a produzir mais substâncias vasoconstritoras, como adrenalina e noradrenalina, elevando a frequência cardiaca e a pressão arterial média.
Esse mesmo mecanismo também aumenta a espessura dos vasos sanguíneos. Isso dificulta a circulação e aumenta consideravelmente o esforço que o coração precisa fazer para bombear sangue.
A alteração faz com que haja maior circulação sanguínea no tórax e abdômen e menos nas extremidades do corpo. Aí está a explicação para que as pessoas fiquem com os membros com aparência mais pálida e mãos e pés gelados.
O segundo fator de risco para todo o sistema cardiovascular está relacionado ao aumento no número de casos de infecções respiratórias, o que leva ao aumento de inflamações nos vasos sanguíneos. “Há um aumento na velocidade de formação de placas de aterosclerose. As artérias ficam mais instáveis e propensas a alterações agudas. Se as artérias já estiverem com placas de cholesterol instaladas, os riscos aumentam.
Estes dois processos podem levar à redução do diâmetro das artérias e até ocluí-las completamente, causando infarto, acidentes vasculares cerebrais ou até mesmo a morte súbita.
O terceiro fator é o aumento da viscosidade do sangue causada pela redução da temperatura. Como o sangue fica mais denso, facilita a formação de trombos nas coronárias ou em outras artérias no organism.
Em alguns casos, pode ocorrer a combinação dos três fatores.
Uma forma de prevenir o problema é ficar atento à presença de fatores de risco, principalmente hipertensão, diabetes e tabagismo, controlando essas enfermidades com maior rigor nos meses mais frios.
O sedentarismo, a pouca ingestão de líquidos e o aumento de consumo de alimentos calóricos também podem agravar o quadro.
Como um infarto pode ocorrer sem dor, é essencial ficar atento a alguns sinais: náuseas, vômitos, dor abdominal, diarréia e sudorese fria, por exemplo.
É fundamental detectar os sinais para que o atendimento médico seja o mais precoce possível.
Cuide-se! Previna-se!
Saiba Mais em Nosso Site: www.doutorlima.com.br




.

Nenhum comentário:

Postar um comentário